.posts recentes

. ...

. A Ler.....

. Não, não é Cansaço....

. O Teu Sorriso

. Dualidade

. ...

. ...

. Jeanny DeFalco

. ...

. O Amor segundo Bocage

.bau

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Segunda-feira, 30 de Março de 2009

...

Quero ignorado, e calmo
Por ignorado, e próprio
Por calmo, encher meus dias
De não querer mais deles.
Aos que a riqueza toca
O ouro irrita a pele.
Aos que a fama bafeja
Embacia-se a vida.
Aos que a felicidade
É sol, virá a noite.
Mas ao que nada espera
Tudo que vem é grato.

 

 

Fernando Pessoa


publicado por adnirolfpa às 19:38

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

A Ler.....

pormenor ilustração de: "A Chuva Pasmada" 

                               Mia Couto

 

 

"Ante o frio,

faz com o coração

o contrário do que fazes com o corpo:

despe-o.

Quanto mais nu,

mais ele encontrará

o único agasalho possivel

-um outro coração."


publicado por adnirolfpa às 14:22

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

Não, não é Cansaço....

Não, não é Cansaço...

 

 

 

 

 

Não, não é cansaço...
É uma quantidade de desilusão
Que se me entranha na espécie de pensar,
E um domingo às avessas
Do sentimento,
Um feriado passado no abismo...

Não, cansaço não é...
É eu estar existindo
E também o mundo,
Com tudo aquilo que contém,
Como tudo aquilo que nele se desdobra
E afinal é a mesma coisa variada em cópias iguais.

Não. Cansaço por quê?
É uma sensação abstrata
Da vida concreta —
Qualquer coisa como um grito
Por dar,
Qualquer coisa como uma angústia
Por sofrer,
Ou por sofrer completamente,
Ou por sofrer como...
Sim, ou por sofrer como...
Isso mesmo, como...

Como quê?...
Se soubesse, não haveria em mim este falso cansaço.

(Ai, cegos que cantam na rua,
Que formidável realejo
Que é a guitarra de um, e a viola do outro, e a voz dela!)

Porque oiço, vejo.
Confesso: é cansaço!...

 

Alvaro de Campos


publicado por adnirolfpa às 13:56

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

O Teu Sorriso

 

sei que te prometi nunca chorar....

mas, por dentro, meu anjo as lagrimas inundam......

A cada dia que passa a saudade é tão intensa doi tanto.

Sinto muito a falta do teu sorriso, da tua gargalhada fresca

e cristalina com que me brindavas de cada vez que te

levava um girassol............

Quero acreditar que  onde estás o teu sorriso permanece,

mas

sabes, meu anjo...

fazes-me falta.

A tua voz doce e meiga, o teu saber tão jovem e tão sábio,

tuas palavras que nos faziam ver o arco iris.....

Prometi não chorar...cada dia me obrigo a lembrar.

Cada vez que recordo que só terei o teu sorriso nas minhas

memórias...

sabes, meu anjo

fazes-me tanta, tanta falta!!!!!!!!!!!!

 

estou:

publicado por adnirolfpa às 10:29

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

Dualidade

Guerra e Paz......

imagem retirada da internet


publicado por adnirolfpa às 17:13

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

...

beija-me com o teu olhar...


publicado por adnirolfpa às 12:33

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008

...

sussura-me ao ouvido:"gosto de ti"


publicado por adnirolfpa às 09:51

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Jeanny DeFalco

Jeanny, komm, come on
Steh auf - bitte, du wirst ganz naß
Schon spät, komm - wir müssen weg hier,
raus aus dem Wald, verstehst du nicht?
Wo ist dein Schuh, du hast ihn verloren,
als ich dir den Weg zeigen mußte
Wer hat verloren? Du dich?
Ich mich? Oder, oder wir uns?

Jeanny, quit livin' on dreams
Jeanny, life is not what it seems
Such a lonely little girl in a cold, cold world
There's someone who needs you
Jeanny, quit livin' on dreams
Jeanny, life is not what it seems
You're lost in the night, don't wanna struggle and fight
There's someone, who needs you, babe

Es ist kalt, wir müssen weg hier, komm
Dein Lippenstift ist verwischt
Du hast ihn gekauft und ich habe es gesehen
Zuviel rot auf deinen Lippen und du hast gesagt:
"Mach mich nicht an"
Aber du warst durchschaut, Augen sagen mehr als Worte
Du brauchst mich doch, hmh?
Alle wissen, daß wir zusammen sind ab heute,
jetzt hör ich sie! Sie kommen
Sie kommen, dich zu holen
Sie werden dich nicht finden
Niemand wird dich finden, du bist bei mir

Jeanny, quit livin' on dreams
Jeanny, life is not what it seems
Such a lonely little girl in a cold, cold world
There's someone who needs you
Jeanny, quit livin' on dreams
Jeanny, life is not what it seems
You're lost in the night, don't wanna struggle and fight
There's someone, who needs you

Newsflash: In den letzten Monaten
ist die Zahl der vermißten Personen
dramatisch angestiegen. Die jüngste
Veröffentlichung der lokalen
Polizeibehörde berichtet von einem
weiteren tragischen Fall. Es handelt
sich um ein neunzehnjähriges
Mädchen, das zuletzt vor vierzehn
Tagen gesehen wurde. Die Polizei
schließt die Möglichkeit nicht aus, daß
es sich hier um ein Verbrechen handelt.

Jeanny, quit livin' on dreams
Jeanny, life is not what it seems
Such a lonely little girl in a cold, cold world
There's someone who needs you
Jeanny, quit livin' on dreams
Jeanny, life is not what it seems
You're lost in the night, don't wanna struggle and fight
There's someone, who needs you


http://www.youtube.com/watch?v=IzlDHxiou08


publicado por adnirolfpa às 11:53

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

...


publicado por adnirolfpa às 10:47

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

O Amor segundo Bocage

Nascemos para amar; a humanidade

Vai, tarde ou cedo, aos laços da ternura,

tu és doce atractivo, oh formosura,

que encanta, que seduz, que persuade.

 

Enleia-se por gosto a liberdade;

E depois que a paixão n'alma se apura,

alguns então lhe chamam desventura,

chamam-lhe alguns então felicidade.

 

Qual se abisma nas lôbregas tristezas,

qual em suaves júbilos discorre,

com esperançs mil na ideia acesas.

 

Amor ou desfalece, ou pára, ou corre;

E, segundo as diversas naturezas

Um porfia, este esquece, aquele morre.

 

 

 

Bocage


publicado por adnirolfpa às 18:41

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.eu

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


.tags

. todas as tags

.Chamaram-me a atençao

. ZHANG ZEN

. *Desfile de Rosas...by Ad...

. Ave ferida

. O PALÁCIO DE SAL

. Alguém escreveu assim ......

. ... E SE EU NÃO DIGO ÁMEN...

. O Herege

. ABC Poético

. Calor Frágil...

. Bolinhos de Chocolate - B...

blogs SAPO

.subscrever feeds